NOTÍCIAS


Rodrigo Campos e Romulo Fróes cruzam estéticas marginais da pauliceia no desvario dos sambas do álbum 'Elefante' | Blog do Mauro Ferreira


Sim, a dupla remexe em feridas ao longo da avenida. Com as vozes e os violões dos dois artistas, além das percussões de Rodrigo Campos, o álbum Elefante caminha nessa avenida no clima existencialmente cinzento de São Paulo (SP), apresentando personagens como a porta-bandeira de voz-navalha – “Primeira a dizer na cara / A vida não vale nada / Na vida de uma mulher” – perfilada em Ela, a primeira.



Fonte: G1


15/11/2023 – Rádio Contato Vistoria

COMPARTILHE

(18) 99664-6500

[email protected]
Rádio Contato Vistoria
A Melhor do Brasil