NOTÍCIAS


Paulinho da Viola segue o ‘Bloco do amor’ com a filha Beatriz Rabello ao gravar no Rio o show dos 80 anos | Blog do Mauro Ferreira


Contudo, o repertório do show foi dominado por sucessos autorais como Dança da solidão (Paulinho da Viola, 1972), Argumento (Paulinho da Viola, 1975), Pecado capital (Paulinho da Viola, 1975), Coração leviano (Paulinho da Viola, 1977), Onde a dor não tem razão (Elton Medeiros e Paulinho da Viola, 1981), Eu canto samba (Paulinho da Viola, 1989), Timoneiro (Paulinho da Viola e Hermínio Bello de Carvalho, 1996) e o samba arrasta-povo Foi um rio que passou em minha vida (Paulinho da Viola, 1969), que encerrou o bis iniciado com Prisma luminoso (Paulinho da Viola e José Carlos Capinan, 1983).



Fonte: G1


26/05/2024 – Rádio Contato Vistoria

COMPARTILHE

(18) 99664-6500

[email protected]
Rádio Contato Vistoria
A Melhor do Brasil